quinta-feira, 23 de abril de 2020

Fechamento Março 2020 | R$ 538.573,71 (-12,4%)

Olá sobreviventes da Blogosfera!

Depois de um bom período parado, eu voltei, pelo menos para dizer que ainda estou vivo (ultimamente esta frase tem um peso diferente) e relatar minha situação financeira dos últimos dias!

Já se foram quase 5 meses desde a minha última postagem. De lá para cá, muita coisa aconteceu: CoronaVírus, Petróleo negativo... e eu cheguei a ficar milionário por alguns dias, antes de tudo desabar...

Pois é, somando todo meu patrimônio, cheguei a valores que passaram 7 dígitos. Fiquei muito feliz, mas, felicidade do Pobre Japa durou pouco.

Fevereiro e Março, como um urso enfurecido, jogou tudo para baixo! Além de lidar com a saúde mental devido a situação de pandemia e quarentena, ver seu patrimônio derreter não foi nada fácil.

Mas em resumo, tentei comprar um pouco, mas as quedas foram bem significativas, tanto que final de março meu patrimônio estava menor do que em outubro (isso porque tive 13º, Férias sem viagem e tudo mais nesse período). 

Em todo caso, ainda estou empregado, minha família também está, e todos com saúde. Minha namorada está com o contrato suspenso (na empresa dela muitos foram desligados), então ela está recebendo 30% do salário pela empresa e 70% do que seria o seguro desemprego dela pelo Governo, enquanto durar esta suspensão... e depois ela terá estabilidade no período em que a suspensão ocorreu.

É um momento muito delicado, onde liberais viraram intervencionistas, economistas viraram médicos, e todo mundo virou virologista.

E a crise no mundo real está mostrando afinal, quem estava nadando pelado. Talvez em um post futuro eu dê meu palpites sobre análise dos dados que tive acesso, e comento com mais profundidade sobre o SARS-CoV-2

Voltando sobre a minha carteira, alguns números assustadores que eu tive:

- De 20/fevereiro a 18/março, período marcado por sucessivos circuit breakers, meu patrimônio variou -R$ 176.281,83... Ou seja, em 1 mês, caiu mais do que eu ganho de salário em 1 ano e meio.


- Eu cheguei a ter R$ 660K em ativos financeiros, e somando com meu apartamento, cheguei a ser um "milionário", pelo menos por uns 5 dias. Foi uma sensação boa que logo logo irei senti-la novamente.

- No final de março, ainda possuo R$ 538K.... e bom, ainda não acabou, mas deu para sobreviver a essa primeira onda.


Bom amigos, é isso!
Espero que todos estejam com saúde e bem, na medida do possível.

Nessas horas de crise que se observa como é importante ter uma vida simples, uma disciplina para aportes e uma reserva de emergência...

Fiquem em casa se possível, ajudem e doem o que puderem, priorize o pequeno comerciante, seja responsável, e não tenha político de estimação...

Grande abraço!

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Fechamento Outubro 2019 | R$ 549.361,23 (+4,02%)

Olá amigos, segue abaixo meus resultados de outubro de 2019!
Pouco atrasado, mas estamos aí né!

Ativos Financeiros: R$ 549.361,23
Imóvel: R$ 343.080,85
Patrimônio total: R$ 892.442,08

Renda Passiva: R$ 2.820,80 (85% das despesas).
Rentabilidade:
Outubro: 2,86%
2019: 18,2%
1 ano: 21,2%

Mês de novembro começou com novidades no trabalho, onde assumi um novo projeto muito bom! É uma pena eu querer preservar minha identidade... pois com certeza todos aqui conheceriam onde eu estou agora.

É um desafio interessante! Mudou a minha rotina... vamos ver o que me espera...

Outro ponto, durante o transito estou ouvindo bastante podcast, em especial o NerdCast, Matando Robôs Gigantes e o NãoOuvo. Pois é, só besteira praticamente...
Mas é o momento que eu preciso me desligar.... estar 110% produtivo sempre cansa demais.
Vocês também ouvem podCasts? Eu tenho que incluir nas minhas listas o SR IF 365! Ouvi 2 episódios já e ele está mandando muito bem!

Falando sobre produtividade, eu sempre senti que fui um profissional sempre mediano no que diz respeito a disposição em trabalhar. Em outras palavras... EU PROCRASTINO DEMAIS.
E mesmo assim, ainda tenho o trabalho elogiado e sou referencia dentro da empresa nisso. É difícil não pensar no E SE eu trabalhasse certinho... aonde eu estaria profissionalmente.



Errado isso não? Comento mais sobre uma forma de desabafo.... não me orgulho. Eu queria ser mais concentrado mas o desanimo é demais. E olha que estou em uma empresa muito rígida, onde vários profissionais são mandados embora com muita frequência.

Pode ser também um efeito da Síndrome do impostor.
"Se você sente constantemente que o que você faz não é bom o suficiente, você pode ter a chamada síndrome do impostor. É um termo psicológico que descreve um padrão de comportamento no qual você duvida de suas realizações e tem um medo persistente de ser exposto como uma fraude, como incompetente."

É que, além de eu achar que poderia render muito mais, por outro lado, algumas vezes acho que estou cercado de idiotas (SE um dia eu revelar a minha identidade e você já trabalhou comigo, pode ser que eu já tenha duvidado da sua capacidade, foi mal).

Essa sensação pode ser também pois em minhas equipes lido bastante com engenheiros recém formados, e a grande maioria é sempre muito limitada. Reflexo da educação neste pais? Ou só um azar de amostragem baixa?

Grande abraço a todos!



terça-feira, 29 de outubro de 2019

Meus investimentos cobriram todas as minhas despesas!

Desde que me conheço por gente, sempre fui muito metódico... gosto de controlar, de registrar, e isso até me ajudou muito na minha carreira. E uma das coisas que eu registro desde que comecei a trabalhar (em 2012) foram as minhas despesas e a valorização/rentabilidade dos meus investimentos.

Bom, hoje é um marco para mim: a valorização / rentabilidade dos meus investimentos superaram TODAS as despesas que tive até hoje (*na minha vida como adulto - trabalhando).


É como se eu tivesse conseguido economizar 100% do salário que recebi desde 2012!

Nestes valores, eu não inclui o que desembolsei para a aquisição do imóvel alugado (pois considero um investimento).

Outro ponto: olha o impacto que fez quando comprei um carro (e paguei ele a vista)... e 2 anos depois, o vendi (por isso a curva da despesa tem esse desvio).

86 meses, onde gastei R$ 224mil, uma média de R$ 2.605 por mês!

Fica o registro... a vida simples, muito trabalho e um pouco de conhecimento em investimentos já está fazendo a diferença...