quinta-feira, 13 de abril de 2017

No primeiro encontro, quem paga a conta?

Imagina a cena, você chama aquela gata que está de papinho no whatsapp para um barzinho. Se encontram no local, tomam uma boa bebida, comem, dão risadas... rola um beijo.
Depois de algumas tantas outras conversas (e talvez mais alguns beijos), percebem que está ficando tarde, e decidem pedir a conta.



Nesse momento, quem nunca teve uma certa expectativa ou até aflição sobre como será a reação da garota em relação ao pagamento da noite?

Será que ela vai se oferecer a dividir a conta?

Coincidentemente ela ficou com vontade de ir no banheiro bem quando o garçon chegou com a conta... que coisa não?

Aquele drink que ela pediu era bem caro! Como será que está o limite do meu cartão?

Não tem como. Apesar de todo avanço dos direitos femininos de possuírem iguais condições ao homem, ainda hoje é um tabu "dividir a conta".

Se você tem curiosidade de saber o que nossas companheiras pensam sobre, encontrei alguns relatos bem interessantes na internet que gostaria de compartilhar com vocês:

“Recentemente saí com um homem que insistiu em dividir, mas separou a conta e disse: ‘Vou pagar por uma de suas taças de vinho e metade das entradas’. Realmente esfriou o fim do encontro e tornou algo que tinha sido uma noite romântica em uma negociação, então peguei a conta e paguei tudo. Acho que é elegante um homem planejar pagar se a convidou para sair. Se um cara não quer gastar em uma taça de vinho enquanto desfruta da minha companhia, por que deveria ficar ao lado dele?"
Na minha opinião, o colega ae do relato foi infeliz. Numa tentativa de tentar ser legalzinho (porém não tanto), ofereceu para pagar parte (?) da comanda da companhia isso depois de insistir em separar as contas. Criar qualquer tipo de negociação financeira no fim de um restaurante vai brochar qualquer mulher.

Outro relato:
“Quando eu era mais nova, eu ‘pegava’ a conta sem nenhuma intenção de pagar, mas pelo menos fazia o gesto. Se ele aceitasse minha ‘oferta’, eu pagava, mas nunca haveria um segundo encontro, mesmo se o primeiro encontro tivesse sido muito bom. Agora que estou mais velha, eu nem sequer faço o gesto — melhor que ele saiba o que se espera dele logo no começo!”
É, nesta situação temos um caso claro onde a mulher ESPERA que seja a atitude do homem, e pelo visto, não somente no primeiro encontro. É esse tipo de mulher que eu tento evitar.

Porém, as vezes, nos deparamos na seguinte opnião:

“Em qualquer encontro, seja o primeiro ou o último, sempre estou preparada para pagar parte da conta. Na maioria das vezes, o homem insiste em pagar, então não recuso a oferta, mas deixarei claro que pagarei a conta de vez em quando. Fui ensinada a não depender financeiramente de ninguém.”
As vezes, encontramos uma garota assim.. 

Quando eu convido uma garota para sair pela primeira e indico o lugar, eu sempre me ofereço para pagar a conta. Acho educado, e na grande maioria das vezes o relacionamento evolui. Levo em consideração que normalmente, em um primeiro encontro, eu saio em algum pub ou barzinho (previamente escolhido por mim), e em horário um pouco tarde (costumo marcar as 22h), onde raramente comemos, e a conta fica sempre entre R$ 70 a R$ 100.

Mas indiferente a isso, acho que é um detalhe que faz parte da conquista (é o preço que se paga, literalmente) e também é o momento que eu observo a reação da garota.


O que tem acontecido comigo ultimamente é que as garotas estão querendo sim pagar a parte delas. Quando a comanda é unica, eu nego educadamente e pago. Se ela insiste novamente com o garçom, eu não faço "a insistência da insistência"... deixo ela pagar e sigo feliz.



Com o passar do tempo, se a garota com quem estou saindo trabalha e possui uma certa estabilidade financeira, o processo de pagamento acaba sendo natural, rachando a conta, as vezes eu pagando, as vezes ela...

Já namorei uma garota que não trabalhava, fazia apenas um estágio e ganhava cerca de R$ 300,00 /mês. Mesmo assim, em épocas comemorativas (como meu aniversário) ela me dava presentes bem legais, e as vezes caro, como uma camisa do meu time, que custa R$ 249,00.

Nessa época meu salário era pelo menos 20 vezes maior que o dela. Então eu bancava nossos rolés. Acho importante ter bom senso. Fora que eu gostava de gastar dinheiro com quem eu gosto...

PORÉM...

As vezes, percebia que, por ela saber que era eu quem iria pagar, eventualmente sentia que ela pegava os pratos ou drinks mais caros, algo que ela provavelmente não pegaria se tivesse que pagar. Interesseira? Ou será que ela queria aproveitar um bom momento comigo, sabendo que, no final das contas, seria uns 20 ou 30 reais a mais (e realmente eu não fiquei mais pobre por isso)?

Hoje saio com uma garota muito legal. Ela trabalha, está longe de ser rica, porém é bem independente. Ela faz questão de pagar por suas despesas, o que eu admiro. Mas as vezes gosto de fazer uns mimos também...

E você caro leitor? Você segue alguma regra pessoal no primeiro encontro? Vai da sua vontade? Depende do valor a ser dividido? 

Grande abraço e lembrem-se: as vezes, por puxar a calculadora pra saber quanto custou aqueles 2 chopps que ela tomou, você pode estar perdendo uma bela companhia futura...

31 comentários:

  1. Japa, quando convido alguma bisca pra sair, o pagamento total da conta já é aprovisionado. Acho que é a melhor maneira de evitar aborrecimentos.
    O que faço é observar o que ela faz quando a conta chega... se toma a iniciativa de perguntar qual é o valor e se quer dividir... se faz de conta que não é com ela... se vai ao banheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Mendigo, pequenas atitudes por parte da mulher nessa hora já diz muito!
      hahaha, eu tive uma vez só uma situação em que ela pediu pra ir pro banheiro... achei bizarro quando vi que realmente acontece...bom, paguei e também nunca mais.

      Abraços!

      Excluir
  2. Japa, o terceiro relato me define. Me pergunto se eu mesma não devo ter escrito isso e me esqueci hahahaha.
    Eu sou o tipo de pessoa que não saio para ser bancada. Trabalho desde nova justamente para ter o meu dinheiro e não precisar passar sufoco. Então se eu saio, é com a certeza de que eu tenho para poder gastar.
    Sempre me emputeci (seja em um "date" ou rolê com os amigos) quando a galera consome, consome, consome e tem aquele cara/mina que sempre fala "pô, tô sem dinheiro hoje, quebra essa?" ou o velho golpe do "esqueci a carteira".

    Eu até pago a conta, sem problema nenhum, mas com a certeza de que não estaria interessada em sair com essa pessoa, seja um namoro ou um amigo, porque quer dar uma de esperto para cima dos outros e sair se aproveitando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Chiquinha! Passa o Whats seu ae!? hahahha

      Brincadeiras a parte, legal a sua postura. Como eu disse no texto, é este perfil que me atrai, por motivos óbvios. Sobre amigos, sempre tem aquele sacana que não quer pagar ou que bebe ou consome muito mais que os outros e é o primeiro a sugerir a dividir "igualmente".

      Sempre tem.. heheh

      obrigado pela visita

      Excluir
    2. Olá, Japa.

      Olha, se for um encontro num lugar barato (um café, ou coisa do tipo) eu deixo o cara pagar. Em outros cenários poderia ser 1: percebi que não quero mais sair com o cara (divido ou até pago o dele!), 2: vamos pra um lugar que custe mais a) dividimos b) pergunto antes de sair como vai ser feito o pagamento, se vamos dividir ou se ele vai pagar (eu sou muito direta, o que pode parecer frieza eu vejo como objetividade haha). Não vejo problema algum em dividir a conta, só não dividiria motel (são meus limites). Se o cara bancar tudo ótimo (não sou feminista, adoro cavalheirismo!), mas se bancar tudo e vier com ideia de abusar do meu corpo nu (uy!) por causa disso, eu terei o prazer de pagar por cada centavo gasto comigo e mandar ele pastar. Por isso é sempre bom ter como pagar pelos seus próprios gastos, mesmo se alguém quiser pagar por você. Nunca se sabe quando o boy vai exigir o "jantar grátis" com juros e correção monetária, não é mesmo? :p

      Excluir
  3. Mulher que racha a conta Japa? Nunca sai com uma dessas...

    Deve ser porque sou desfavorecido de beleza.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oloco Pé de Cana, tem que começar a rever com quem você sai.. heheh
      Cara, eu estou longe de ser bonito, mas me considero uma companhia muito agradável. Lido bem, dentro do possível, com o sexo feminino.. haha

      Abraços!

      Excluir
  4. Sair com uma mulher solteira é um investimento. Eu sempre paguei a conta toda. Não me arrependo.

    Em algumas perdi todo o dinheiro (companhia ruim, não valeu a pena).

    Em outras, independente do que aconteceu após o encontro, também valeu a pena pela companhia.

    Mas, o mundo hoje em dia esta tao diferente que minha opinião pode ser considerada estranha rs.

    Bom post!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso ae VDC, creio que temos pensamentos parecidos!

      Abraços!!

      Excluir
  5. Na maioria das vezes eu pago a conta. Já tive namoradas que no começo ajudava a pagar, mas depois nem perguntava.

    Quando eu faço as contas e vejo que a mulher está ficando cara, eu caio fora. rsrs.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahhahahaha, Pior que eu estava saindo com uma esses tempos atrás que estava ficando cara também, mas não foi por isso que terminamos, apesar de que.. tem males que vem pra bem.

      Grande abraço Cowboy!

      Excluir
  6. Grande Japa!
    Gostei muito do texto e dos exemplos. Eu sempre paguei a conta, mas com essa onda de direitos iguais venho repensando isso. De qualquer forma acho interessante o homem pagar no primeiro encontro. E com o tempo passar a dividir.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Gostei do texto, Japa. Faz tanto tempo q tô com a patroa q nem lembrava q existia isso...Kkkkkk
    Abs

    ResponderExcluir
  8. A técnica consiste em sair em algum lugar bem barato, tipo um açaí, andar de carro, parque e por aí vai, depois se você achar que vale a pena, marcar algo mais sofisticado como um jantar mas aí já vá sabendo que terá de gastar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou o broxa separado que nao conseguiu manter nem a propria mulher

      Excluir
  9. Quem convida paga a conta. De qualquer modo o cavalheiro tem que ter a grana toda na mão.
    Não é pagando uma vez que vai ter que pagar sempre. É só dizer que está sem dinheiro pra sair quando não tiver e se a mulher estiver interessada em você vai se oferecer pra pagar ou ajudar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando for sair, é sempre bom estar preparado mesmo! Acho que eu nunca mandei essa de "estar sem dinheiro" hehehe, e funciona essa estratégia?

      Excluir
  10. Estou saindo com uma mulher que deve ganhar o dobro de mim e até agora ela não está esboçando vontade em dividir conta. De vez em quando paga algo, mas o pesado está ficando comigo. Vou analisar mais um mês se nada mudar vou pular fora, nem vou conversar sobre o assunto porque acho constrangedor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes mesmo você pagando o pesado, ainda pode existir um custo/benefício interessante ae.. cabe analisar se vale a pena
      Acho constrangedor conversar sobre isso também...ainda mais no começo de uma relação.
      Depois de um tempo namorando ate que vai

      Abraços

      Excluir
  11. PJ, excelente ponto de vista.
    Gosto quando a mulher se dispõe a dividir as contas. No primeiro a gente acaba pagando mais por hábito mesmo. Quando a garota é bem legal e se oferece para dividir na primeira vez, eu falo que eu pago. Se ela não insistir, depois que eu pago, falo q ela fica me devendo o próximo jantar e já emendo dizendo que a companhia dela é tão boa q quero uma "desculpa" pra um próximo encontro... algo desse estilo. Elas costumam gostar.

    Quando ela insiste bastante em dividir, eu na verdade gosto.

    Passa lá no blog
    Abc
    https://funcionariopublicoinvestidor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é funcionário, quando ela se oferece (e as vezes até paga) ganha uns pontinhos preciosos no relacionamento...

      Abraços

      Excluir
  12. Eu acho justo ambos pagarem né. Mas depende MUITO das pessoas, cara!
    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É justo ambos pagarem? É sim.
      Rachar a primeira conta vai ajudar o cara no futuro com a gata? Difícil...

      Excluir
  13. Se eu gosto eu pago. Ja paguei ate viajens pra algumas irem comigo. Ja paguei ate almoco para amigo. Eu sou assim se eu gosto pago as vezes, mas claro nada de exageros...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já paguei viagem para namorada também... acho que um bom senso sempre é valido né Anon

      Excluir
  14. Eu já uso esse momento pra filtrar a fulana, se vier com esse papo de que eu tenho que pagar tudo, já mando à merda. Tinha uma namorada que pagava nossos motéis... tem mulher assim no mercado, basta procurar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Namorada pagando motel.. hehehhe, aí sim heim? Tinha que manter com essa, investimento!

      Excluir
  15. cara.. eu sempre fui um "cuzao" em relação a essa parte,ja até falava que a pessoa ia pagar a dela,dava umas indiretas antes sobre assuntos parecidos etc... da pra contar no dedo quantas vezes paguei a conta pras meninas que eu sai,lembro de cabeça,paguei um MCDONALDS AHAHAHAH (30 reais),rodizio japa pra outra menina(merecia demais) barzinho (uns 40 da parte dela)

    Enfim.. eu acho que vai muito do bom senso da pessoa sabe? Se eu quero sair só pra comer a mina eu não pago porra nenhuma,cada um com o seu e ja era haha, agora se eu penso que ela é digna disso ou algo do tipo eu pago com a maior boa vontade,se ela se oferecer pra dividir então admiro muito mais...

    Lembro de uma garota que eu sai por um tempo,chegou um dia que meu cartao dava erro e nao passava mesmo tendo dinheiro na conta..ela foi e pagou tudo (era o segundo encontro que saiamos pra jantar e beber,o resto era role normal pois a via quase todos os dias..) enfim,ela passou sem problema nenhum,vi que ela ficou meio bolada pois a conta foi alta hahaha...depois ela aceitou sair comigo de novo e quis raxar a conta,eu raxei obviamente,mas dai no outro ja levei diversos presentes que eu achava justo e uteis para ela,diz ela que nem lembrava que havia passado o cartao mas eu sei que lembrava..enfim foi o bom senso,achei justo retribuir de outra forma,criou-se uma relaçao legal por um bom tempo!

    Mas tem mulheres e mulheres...nao da pra pagar e bancar todas que saimos,tem pessoa que faz isso, não acho legal mas tem vadi..ops mulher que gosta e acha que é obrigação..

    ResponderExcluir
  16. Cara pague a conta sai mais barato vc pagar a conta e levar a gata pra casa do que dividir e ter que contratar uma profissional do sexo para completar a noite hehehe

    ResponderExcluir
  17. A real é que mulher não gosta de pagar a conta, mesmo essas "diferentonas" trabalhadoras acham que merecem ser bancadas pelo simples fato de terem uma buceta entre as pernas para usar de barganha.

    Se a mulher quer mesmo pagar, ela interrompe no ato e já começa a calcular quanto deu pra cada um, não adianta fingir que vai pagar só pra testar a reação do cara.

    Infelizmente a vida do homem médio é em função de sexo e mesmo as mais feias continuam perpetuando esses comportamentos convenientes do machismo que elas tanto são contra.

    ResponderExcluir
  18. Na boa, independente de quanto cada um ganha, se é 1º, 2º encontro, etc., eu particularmente acho ridículo esse papo de dividir. Coisa de mesquinho. se não tem para pagar tudo, melhor nem sair. Eu se fosse mulher jamais sairia com um cara que quer dividir e isso não é ser interesseira, acho normal homem pagar.

    ResponderExcluir